Entre as montanhas mais altas.
Eu procurarei meu sonho.
A melodia que encanta a alma.
O sentimento velado pelo verso

Nos campos de verde juvenil.
Irei buscar o calor para o frio.
Entregando minha alma invernal.
Aos laços de um amor imortal.

Nos jardins suspensos dos elfos.
Forjarei com tinta meus versos.
Exultando a ilusão de meu âmago
O meu infantil sonho de garoto

E tentando resgatar a pureza virginal.
Beijarei lábios de uma boca angelical
Trilhando estradas púrpuras.
Abandonado a minha culpa.

Nos corredores do labirinto de um fauno.
Descobrirei sete segredos.
Nas linhas de uma poesia feita de fogo.
Provarei o sabor de um anjo.

E no encontro do outono.
Minha alma repousará.
Na dança do inverno.
Meu espirito amará
Previous
Next Post »

1 comentários:

Write comentários
ROGER VIEIRA
AUTHOR
17 de setembro de 2009 15:27 delete

álvaro...
encantadoras palavras, toda vez que leio algo seu, fico fascinado pela habilidade; classe;sensibilidade e lirismo que suas palavras expressam.
"em off": essa letra bem que poderia entrar para a banda né?!!?!!
até mais CUNHADO!!

Reply
avatar